Memórias: “…acima de tudo, rubro-negro!”

Pois é, minha gente. Não foi dessa vez que o meu Mengão venceu…
Verdade mesmo é que a magia que envolve o “acontecimento”, no fundo, é o que há de mais importante. Chega a ser difícil descrever a emoção que se sente ao estar no Maracanã lotado, ouvindo o “grito de guerra” daquela nação rubro-negra. Algo para deixar “terapeuta” descadeirado, sem diagnóstico!
Já fazia vinte e dois anos que eu não pisava naquele estádio, meus amigos, e talvez nem volte mais aqui. Mas, graças a Deus, eu voltei. Sim! “Eu voltei / aqui é o meu lugar!”
Céus… pelo visto, é contagiante… Que coisa, heim?!

Publicado por

Carlos Holbein

Professor de química por formação ou "sina" e escritor por "vocação" ou insistência...