Disco: “Blues dream”, com Bill Frisell.

É… sei bem, meus amigos. Têm dias que as coisas desandam mesmo. A gente pode jogar uma moeda para alto e dizer que, ao cair, vai dar cara ou coroa… e não é que a infeliz cai em pé?! Paciência, fazer o quê? O jeito é tocar em frente. Então, movido por esse sentimento ou “presságio”, eu resolvi dar uma olhadinha nas boas lojas de discos. Veria as novidades e, assim, amenizaria o dia que estava brabo… Opa! Logo de cara, eu bati os olhos neste disco, “Blues dream”, do tal de Bill Frisell (confesso que nunca ouvira falar dele!). A minha amiga Lenara, dona da loja e sabedora do meu gosto musical, veio logo com provocações: “Carlos, este CD aqui tem a sua cara e, por certo, você vai querer comprar!”

Caramba, eu já ando mais “pendurado” do que cabide velho e ela, ainda por cima, diz que custa a “bagatela” de R$57,00… Pode isso, “Arnaldo”?!

Bem… como eu sou um camarada “supersticioso”, achei que se não comprasse o famigerado disco, poderia me ocorrer algo pior durante o dia…. Sabe como é?! Acabei levando o disco. Olha, meus amigos, ainda bem que eu comprei, pois o CD é uma maravilha: “blues” da mais alta qualidade. Suingue puro!

Aí, eu estava no caixa para pagar o disco e, ao meu lado, um sujeito dizia: “Olha aí, pessoal, o governo está anunciando uma redução de R$ 4,00 no salário mínimo. Porém, para compensar, diz também que a gasolina subirá para R$ 4,26 o litro. Além disso, tem o reajuste do…”

Céus, eu nem quis ouvir a última notícia. Corria o risco de infartar ali mesmo sem, ao menos, ouvir o “precioso” CD!

E afinal, pode isso, “Arnaldo”?!

https://www.youtube.com/watch?v=S8CN5_YUn30

frisell