Memórias: Dia das mães… e do João Pedro, também!

Ah, esta vida é mesmo surpreendente. Mágica, até. Isto porque quando a gente menos espera, eis que ela nos enfeitiça mais uma vez e nos convida a uma irrecusável oferta de afeto. Aliás, cá entre nós: quem pode recusar amor a uma “coisinha” como essa? Quem, minha gente?!

Abençoado seja, João Pedro!

JP e o vovô