Disco: CD “We get request”, com Oscar Peterson.

Eu já escutara diversas vezes dos amigos que os filhos recebem de seus pais todas as atenções do mundo. Lá, isso é verdade! Para se ter uma ideia, quando soubemos que o Gabriel surgiria em nossas vidas, eu e minha esposa construímos toda sorte de planos para o “rebento”. E foi aí, nesse exato momento, que eu me dei conta de como eles “movem” nossas vidas… Logo de cara, podem acreditar, Gabriel me fez parar de fumar. Convenhamos, isso já se constituía em uma verdadeira “revolução” em minha vida, uma vez que eu já tentara mil planos que naufragaram muito ao fundo ao longo dos 30 anos de tabagismo!

Depois disso, diversas outras situações ocorreram e nem conseguiria descrever aqui. Lembro, ao menos, da mudança do sono, que até então era pesado e profundo e, após o nascimento dele, mudou completamente. Bastava um leve murmúrio do pequenino e eu já estava de prontidão ao lado do berço…  Impressionante!

O mundo, então, girou mais um bocado. Gabriel está crescendo e comemorou, em fevereiro, os seus primeiros quinze anos. O melhor de tudo é que ele nos enche de orgulho ao percebermos os traços do seu temperamento e caráter. Como “agravante”, diria o chefe de polícia, eu o “flagrei” esta semana escutando o CD “We get request”, de Oscar Peterson. Céus! Fiquei sem palavras. Atônito. Porquanto eu achava que somente o “rock pesado” fazia parte do seu cardápio.

De fato, meus amigos, o CD é maravilhoso. Peterson vem “beber” a água mais cristalina da nossa inesquecível “bossa-nova”. “Corcovado”, por exemplo, ficou deslumbrante. E ”My One And Only Love” adquiriu profunda emoção. Tocante!

Portanto, proponho hoje um grande brinde: ao meu querido filho Gabriel, pelo “despertar da força” (como diria “Obi-Wan Kenobi”, no Guerra nas Estrelas), ao maestro Tom Jobim que provou ao mundo o talento brasileiro e ao magnífico pianista Oscar Peterson, que referendou o talento…

Abençoados, sejam!

https://www.youtube.com/watch?v=QOEun-58N8o

 

OscarP

 

Publicado por

Carlos Holbein

Professor de química por formação ou "sina" e escritor por "vocação" ou insistência...