Viagem: Recife surpreendente!

Ah, terminou a nossa viagem… Que pena!
Ao menos, ficou esse maravilhoso gosto de “quero mais” e de que iremos voltar. Com certeza!
Recife é deslumbrante, minha gente, e pudemos sentir isso em cada momento vivido. Aqui bate forte o coração pernambucano. E o orgulho de sermos nordestinos.
Durante um bom tempo, nós iremos lembrar do delicioso almoço no restaurante do Castelo Brennand. Da simpática igrejinha de Boa Viagem, construída em 1707 e do açaí bem em frente. Do Centro Histórico que abriga o Museu Luiz Gonzaga, mágico, o Paço do Frevo e o “Seu Boteco”, onde comi a melhor iguaria daqui: a cartola!
Tudo isso, sem falar do jantar no Parraxaxa, que foi um verdadeiro atentado ao meu colesterol…
Depois ainda fomos a Maragogi, em Alagoas, que é um lugar fora desse mundo. E que não deixa saudades de Bahamas, pois tem água cristalina e cativante…
Obrigado, Recife. Obrigado, Pernambuco.
Até a volta!

Viagem: Museu Cais do Sertão – Recife.

Que Luiz Gonzaga foi o rei do baião, todos já sabem. No entanto, para um bom “pau-de-arara” feito eu, convenhamos, ele foi bem mais… A prova disso está espalhada pelos quatro cantos da Casa do Sertão, que abriga o surpreendente memorial de Luiz Gonzaga, no Centro Histórico de Recife.
Meu Deus, que energia maravilhosa emana daquele ambiente! É algo que se sente desde o inicio e, por isso mesmo, desejamos curtir vagarosamente cada minuto ali…

Viagem: Recife dos sonhos!

Uma das mais belas surpresas que Recife nos proporcionou foi a visita ao Instituto Ricardo Brennand, que fica próximo a UFPE.
Situado dentro de um lindo e enorme castelo medieval, o acervo que o instituto disponibiliza para visitação é algo impressionante. Tem de tudo: esculturas, porcelanas, tapetes, mobiliário, objetos de todas as procedências e muito bom-gosto. É simplesmente imperdível.
Parece até um passeio nos mais belos museus da europa… só que com um sotaque “arretado de bom”!