Disco: ” John Coltrane & Johnny Hartman”.

Quantos encontros já ocorreram na história do jazz? Centenas… milhares? Sei lá! E, por acaso, seria esse apenas mais um? Ah, duvido muito, minha gente! Esse aconteceu em sete de março de 1963. Para a nossa sorte, devo reconhecer, lá estavam John Coltrane (sax tenor), Johnny Hartman (vocal), McCoy Tiner (piano), Elvin Jones (bateria) e Jimmy Garrison (contra-baixo). Um time de primeiríssima linhagem!
No fundo, o que eles conseguiram fazer não está no mapa. Acredito até que o intitulado disco bem que poderia se chamar “Dedicated to you”. Assim, por certo, ele daria sentido à nossa carente solidão. E o meu vizinho gaúcho, avesso ao jazz, haveria de reconhecer em alta voz: “Barbaridade, chê, que capacidade!”.
“My one and only love” é cantada bem ao estilo dos “crooners de boate”. (Aliás, eu fiquei apaixonado com a regravação desta melodia, na trilha sonora do filme “Despedida em Las Vegas”, interpretada pelo Sting. Que maravilha ficou!)
Outro “hit” que ninguém jamais esquece é “You are too beautiful”. Meu Deus do Céu, tem a cara daqueles bailes de debutantes, lembram?! A orquestra de “Ed Lincoln” arrebentando, lá pelos anos 60. Hummm… eu ali dançando de rosto colado com aquela maravilhosa moça… falando um “monte de coisas” no seu ouvido… e ela fingindo acreditar… Pois é. Apesar de toda ajuda, nem sempre deu certo. Ao menos, fiquei com a canção no coração. E isto me basta!
Coltrane

Publicado por

Carlos Holbein

Professor de química por formação ou "sina" e escritor por "vocação" ou insistência...