Disco: Trilha sonora do filme “O ascensor para o cadafalso”, com Miles Davis.

Pode-se dizer que o clima “noir”, criado entre 1958 e 1959, foi ligeiramente antecipado nesse primeiro longa-metragem de Louis Malle, “O ascensor para o cadafalso”, de 1957. Nesse bom filme, do início ao fim, o clima alcança sua plenitude. E para completar a missão, ninguém melhor do que Miles Davis para criar a “costura” perfeita entre o enredo da história e a trilha sonora. Meu Deus! Miles se superou completamente nesse desafio, minha gente. Ao compor a soberba trilha sonora, ele atingiu a um nível de dramaticidade musical jamais imaginado. Ao longo do filme, o trompete de Miles mergulha de cabeça na atmosfera da história. Sem medos ou remorsos, como os personagens. Confesso que fiquei arrepiado ao assistir ao inebriante filme e perceber o drama de Florence (Jeanne Moreau) e de Julian (Maurice Ronet). Por sinal, a extraordinária cena do passeio noturno de Jeanne Moreau pelos “Champs-Élysées”, tendo ao fundo o sopro angustiado de Miles Davis, sem dúvida, desenhou vivamente a dimensão do drama! E de algum modo, meus amigos, todos nós ficamos na torcida para que o “final” aconteça. Seja ele qual for…
O filme “Ascensor para o Cadafalso” foi o drama policial que introduziu Louis Malle no cenário do cinema francês e narra a história de amor e de um crime quase bizarro. E como um bom filme francês, ele trabalha as imagens com profunda elegância, a exemplo de Truffaut, o grande mestre do gênero “noir”.
Milles Davis viveu uma temporada em Paris, em 1949, assim como Sidney Bechet e Charlie Parker. Esta viagem mudaria para sempre o destino de Miles. Segundo ele, “jamais havia recebido nos Estados Unidos tamanho “carinho e admiração” pelo meu trabalho”. Em Paris, Miles conheceu Pablo Picasso, tomou café com Jean-Paul Sartre e viveu tórridos romances que, no fundo, reacenderam a chama do talento e da genialidade, bem como das suas inseparáveis “sombras”…

Publicado por

Carlos Holbein

Professor de química por formação ou "sina" e escritor por "vocação" ou insistência...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s